ENEM: O que muda na prova este ano?

Prova ficará um pouco mais cara esse ano e abstenções passam a ser mais dificultadas, entenda o porquê.

Os estudantes que sonham entrar na universidade já podem anotar no calendário a data da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. As provas serão aplicadas nos dias 24 e 25 de outubro. A inscrição abre no próximo dia 25 e custa R$ 63. São mais de 205 mil vagas em mais de 150 instituições públicas de ensino superior.

A novidade é que este ano o Enem vai aderir ao clima do ajuste fiscal da presidente Dilma Rousseff. Nesta edição, não haverá impressão e envio dos cartões de confirmação. O documento estará disponível na página do Enem. Só com isso, o Ministério espera economizar R$ 18 milhões. A pasta também conta o aumento da taxa de inscrição, reajustada pela inflação acumulada de R$ 35 para R$ 63, para diminuir os custos públicos.

O ministro Renato Janine Ribeiro ressalta que a pasta não pode mais jogar fora 2,5 milhões de provas, como fez no ano passado. Ele ressalta que é muito papel, muita tinta e muito dinheiro público que poderia ser usado melhor. “Nosso objetivo é ser o mais acolhedor possível. Nome social, dificuldade de cálculo, de visão é uma coisa. Outra coisa é desperdício e descaso com a coletividade”, disse.

Isenção

Outra novidade que também deve cortar custos é que o Ministério da Educação não vai mais tolerar os faltosos. A prática de valer da isenção para se inscrever, não participar da prova e no ano seguinte se inscrever gratuitamente de novo não será tolerada. No ano passado mais de 2,5 milhões de inscritos, quase 30% do total, se inscreveram e não compareceram. Do total, 65% eram isentos.

Este ano o MEC não vai negar nenhuma isenção, mas a partir do ano que vem o candidato isento que tiver faltado em 2015 só poderá fazer a inscrição gratuitamente se tiver uma justificativa aceita pela pasta. O ministério ainda não definiu os critérios para a justificativa.

Calendário:

Inscrições: 10h de 25/05 até 23h59 de 05/06 no enem.inep.gov.br

Taxa: R$ 63 – São isentos os concluintes do ensino médio em 2015 matriculados em escolas públicas e os que declararem carência.

Prazo final para pagamento: 21h59 de 10/06

Data da prova: 24/10 – Ciências humanas e ciências da natureza – e 25/10 – Linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática

O que muda:

– E-mail único: O mesmo endereço de e-mail não poderá ser usado por mais de um estudante para fazer a inscrição.
– Horário das provas: O horário de início das provas não será mais o mesmo do horário de fechamento dos portões. Haverá um espaço de 30 minutos para os estudantes se organizarem nas salas.

Abertura dos portões: 12h

Fechamento dos portões: 13h

Início das provas: 13h30

*Horários de Brasília. Os sabatistas entram as 13h, mas só iniciam a prova às 19h do horário local no sábado.
– Faltosos: Participante que obtiver isenção do pagamento da taxa de inscrição que não comparecer não terá direito a isenção no ano seguinte.
– Problemas de visão: Inclusão do atendimento para visão monocular e ledor e transcrição para participantes com discalculia.

O que continua igual:

– Nome social: O uso do nome social com a possibilidade de usar o banheiro do gênero ao qual o aluno se identifica permanece.
– Proibição aos telefones: Os estudantes que usarem aparelhos eletrônicos na hora da prova serão desclassificados.

Fonte: Guia do Estudante