O espelho da redação de 2015 está disponível

MEC libera que candidato veja o texto que entregou no exame. Liberados com mais de três de atraso, os “espelhos” são usados para fins pedagógicos.

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2015 já podem consultar a íntegra de seus próprios textos escritos na prova de redação e as justificativas para as notas em cada uma das cinco competências exigidas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (13) e podem ser encontrados na página do participante do ENEM (confira abaixo um passo a passo de como acessar o espelho) . Chamados de “espelhos”, os textos digitalizados são usados para fins pedagógicos.

O tema da redação foi “A Persistência da Violência contra a Mulher na Sociedade Brasileira”. Dos 5.631.606 textos corrigidos, 104 obtiveram nota mil. Outros 53.032 foram anulados e receberam nota zero.

De acordo com o INEP, foram anuladas as redações que fugiram do tema, desrespeitaram os direitos humanos e escreveram em uma tipologia diferente da solicitada, dentre outras razões.

Passo a passo de como acessar o espelho

1) Acesse http://enem.inep.gov.br/ e clique em “Acompanhe sua inscrição”. Ou vá direto para a página do participante http://enem.inep.gov.br/participante/#/loginParticipante.

2) Quem está inscrito no ENEM 2016 verá, primeiro, os dados da nova inscrições. Na coluna da direita, no item resultados, clique em ENEM 2015.

3) O caminho para acessar os espelhos está no botão “Vista pedagógica”, posicionado no fim da página que mostra as notas de todas as provas.

4) Após clicar em “Vista pedagógica”, o estudante verá os comentários para cada uma das notas obtidas nas competências. A impressão do espelho, que é o texto digitalizado, está no fim da página.

Atraso na divulgação

O espelho é divulgado com mais de três meses de atraso. O INEP firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Federal (MPF) para que as redações fossem disponibilizadas em até 60 dias após a divulgação das notas, que ocorreu no dia 8 de janeiro.

Desde 2012, há este acordo entre INEP e MPF para garantir o direito de vistas de provas de redação a todos os participantes do ENEM, apenas para fins pedagógicos. Mesmo que o estudante esteja insatisfeito com a nota ou algum ponto da correção da redação, não há mais tempo hábil para recursos, visto que os programas do governo que selecionam os candidatos para o ensino superior já estão em andamento.

Em contrapartida, o Ministério da Educação assegura que o processo de correção da redação é rigoroso. O texto é avaliado por dois corretores. Se houver uma discrepância de 100 pontos (em 2012, era 200), a redação é submetida ao crivo de um terceiro corretor. Caso permaneça a diferença, a redação fica a cargo de uma banca de três especialistas.

Critérios

Pelo espelho, o participante do ENEM pode saber qual seu resultado em cada uma das cinco competências avaliadas e compará-lo com o desempenho dos demais candidatos. Os critérios são os seguintes, segundo o INEP:

1- Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa, pelo qual o participante deve expor um aspecto relacionado ao tema, em defesa de uma posição.

2- Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

3- Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

4- Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitados os direitos humanos.

5- Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.

Relembre todos os temas das redações do ENEM

1998: Viver e aprender
1999: Cidadania e participação social
2000: Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio nacional
2001: Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar os interesses em conflito?
2002: O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais que o Brasil necessita?
2003: A violência na sociedade brasileira: como mudar as regras desse jogo
2004: Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação
2005: O trabalho infantil na sociedade brasileira
2006: O poder de transformação da leitura
2007: O desafio de se conviver com as diferenças
2008: Como preservar a floresta Amazônica: suspender imediatamente o desmatamento; dar incentivo financeiros a proprietários que deixarem de desmatar; ou aumentar a fiscalização e aplicar multas a quem desmatar
2009: O indivíduo frente à ética nacional
2010: O trabalho na construção da dignidade humana
2011: Viver em rede no século 21: os limites entre o público e o privado
2012: Movimento imigratório para o Brasil no século 21
2013: Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil
2014: Publicidade infantil em questão no Brasil
2015: A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira

Fonte: G1

, , ,