Saiba como é feita a correção da redação do ENEM

A redação representa 20% da nota final do exame e a pontuação atribuída a sua correção varia de 0 a 1.000 pontos

A redação representa 20% da nota final do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). A atribuição da pontuação de 0 a 1.000 pontos ao texto é tão importante que dois avaliadores corrigem a redação. Eles devem respeitar as cinco competências avaliadas no exame, que envolvem o domínio da norma padrão da língua escrita, compreensão da proposta e escrita de um texto dissertativo, defesa de um ponto de vista com bons argumentos, demonstração de conhecimento dos mecanismos linguísticos e elaboração de uma proposta de intervenção para o problema abordado.

Em 2014 apenas 250 pessoas dos cerca de 6,2 milhões de participantes obtiveram nota máxima na prova de redação e 529.374 inscritos tiraram zero na redação.

Confira o passo a passo da correção da redação do Enem:

Duas avaliações iniciais
A redação do Enem é lida por dois avaliadores. Cada um deles atribui notas de 0 a 200 a cada uma das cinco competências avaliadas. A nota final do candidato é a média dos conceitos atribuídos pelos dois avaliadores. A nota varia de 0 a 1.000.

O terceiro avaliador
Há casos em que um terceiro avaliador é convocado elaborar a nota final da redação. Isso acontece quando há uma diferença de 100 ou mais pontos entre as notas finais atribuídas pelos dois primeiros avaliadores ou nas ocasiões em que há uma diferença de 80 pontos em alguma das competências avaliadas.

Se a diferença entre a nota do terceiro avaliador e a dos demais corretores não for superior a 100 pontos, o conceito final do participante será a média das duas notas que mais se aproximam.

Avaliação final
Nos casos em que a diferença de 100 pontos entre os três avaliadores persiste, uma banca composta por outros três profissionais é convocada. Após a avaliação dos três integrantes, uma nova nota é atribuída ao candidato.

Fonte: Veja

,