O café da manhã perfeito para pessoas com depressão

Comentários desativados em O café da manhã perfeito para pessoas com depressão

Antidepressivos e terapia, mesmo que eficazes, não são os únicos meios disponíveis para combater a depressão.

Exercícios físicos têm sido descritos como uma “droga maravilhosa” para reduzir os sintomas, caminhar reduz pensamentos negativos, e meditação pode ter um efeito positivo.

Mas há outra maneira, muitas vezes esquecida, de ajudar a reduzir a depressão: os alimentos.

Nosso cérebro depende de nutrientes para funcionar de forma eficaz e estudos descobriram que Omega-3, aminoácidos, vitaminas do complexo B, vitamina D, e minerais como zinco, magnésio e ferro ajudam a criar uma saúde mental forte. A dieta mediterrânea, com sua abundância de azeite de oliva e vegetais folhosos, contém muitos desses nutrientes. Um estudo feito com cerca de 15.000 pessoas com mais de 10 anos descobriu que aqueles que seguiram a dieta mediterrânea tiveram um menor risco de depressão.

A nutricionista Melissa Brunetti, que estuda a conexão entre dieta e saúde mental, diz que um café da manhã ideal para pessoas que lutam contra a depressão seria composto de ovos (que incluem aminoácidos, Omega-3, vitamina D e ácidos graxos), com torradas com grãos e abacate esmagado. Os ácidos graxos em ovos são fundamentais, diz ela.

“Nosso cérebro é cerca de 60% gordura e precisamos obter nossa gordura a partir de uma fonte alimentar. O abacate é rico em triptofano, que é um precursor para a serotonina, que é a química que nos faz sentir bem. Ele também tem folato e Omega-3 nele”.

Aqueles que anseiam por chocolate também pode agir sobre esse instinto: chocolate, como abacate, contém triptofano.

Nutrientes, tais como aminoácidos, são necessários para produzir hormônios e neurotransmissores no cérebro. Mas regulação do açúcar no sangue também pode ajudar a manter o bom humor.

Tenha três refeições e um lanche entre almoço e jantar – assim como antes e depois de malhar – para evitar sentir a irritabilidade que vem com baixa de açúcar no sangue, diz Brunetti. Ela aconselha lentilhas, carne vermelha, batata-doce e espinafre.

E, apesar de várias advertências sobre o risco de ganho de peso de comer tarde da noite, Brunetti diz que um carboidrato, como farinha de aveia com um pouco de mel pode ser bom para as pessoas que têm problemas para dormir. É mais provável que você acorde no meio da noite se o açúcar no seu sangue está baixo, assim, um lanche antes de dormir ajuda a dormir a noite toda.

Claro, abacates e aveia sozinhos não são a cura para a depressão. Mas em combinação com o tratamento, eles podem criar as condições fisiológicas adequadas para uma boa saúde mental.

“Os nutrientes são necessários para alimentar nosso cérebro. Se não estamos recebendo os nutrientes através de dieta, então não temos os nutrientes para formular nossos neurotransmissores, nossas químicas neurais, regular o açúcar no nosso sangue ou nossos hormônios”, diz Brunetti. “Os alimentos podem ter um impacto enorme sobre a saúde mental das pessoas.”

Fonte: Quartz